Análise estruturada das possíveis falhas de um produto ou serviço em desenvolvimento, visando garantir a sua robustez

5.2.4 Análise de risco no modelo FMEA (Failure Mode Effect Analysis)

Como executar

Descubra Mais

Assista a uma vídeo aula da Universidade de Illinois sobre FMEA [3’55’’ – 18’20’’]

 

coursera.org

Confira um exemplo de aplicação da FMEA pela NASA

 

hq.nasa.gov

  • Identificar produtos ou serviços em desenvolvimento que necessitem de uma análise aprofundada de possíveis falhas.

  • Listar todos os componentes do produto ou serviço.

  • Identificar, para cada componente listado, as possíveis falhas às quais ele está vulnerável e suas causas e efeitos.

  • Avaliar, para cada falha identificada: i) a probabilidade de ocorrência da falha, ii) a severidade da falha e iii) a probabilidade de detecção da falha antes que afete o cliente.

  • Calcular o Número de Prioridades de Risco (NPR) de cada falha identificada, multiplicando as três avaliações anteriores (i, ii e iii);

  • Definir ações para mitigar os riscos associados às falhas, priorizando aquelas que tenham alto NPR.

Resultados e Benefícios

A FMEA faz uma análise sistemática dos riscos de falhas às quais um produto ou serviço está vulnerável. Isso permite:

  • Identificar adaptações chave para tornar o produto mais robusto.

  • Gerar um nível de segurança razoável a respeito da confiabilidade do produto.

Dicas úteis

01

A ferramenta pode ser utilizada com níveis de profundidade diferentes, dependendo, por exemplo, da criticidade do uso do produto, de sua complexidade, do conhecimento prévio sobre a tecnologia, entre outros.

02

Onde é aplicada

A FMEA é utilizada principalmente por organizações que desenvolvem produtos com engenharia complexa, embora possa ser adaptada para outros produtos ou serviços.

Relacionamento com outras Práticas

Pode ser interessante discutir os resultados da FMEA em um grupo com outros especialistas que não tenham participado da análise para gerar um debate mais qualificado sobre o produto, que possa, eventualmente, impactar inovações futuras.

A FMEA é uma das ferramentas utilizadas na Condução de projetos por meio do Design for Six Sigma (DFSS). A Definição de Diretrizes para Produtos e Serviços por meio da Matriz QFD auxilia no entendimento da importância que o consumidor atribui às falhas do produto, indicando maior ou menor relevância para a análise FMEA.

A tabela abaixo apresenta um exemplo ilustrativo:

03

Nível

​Intermediário