Uso do Business Model Canvas para desenvolver uma representação visual que permita analisar e discutir, em uma única página, os principais elementos de um modelo de negócio

3.2.1 Modelagem de Negócio com o Business Model Canvas

Nível

​Básico

Como executar

Descubra Mais

Este video da Strategyzer explica de forma clara e rápida o Business Model Canvas

O livro Business Model Generation, escrito por de Alexander Osterwalder e Yves Pigneur detalha com clareza a utilização do Business Model Canvas.

Existem sites que podem auxiliar na elaboração do Business Model Canvas em meio digital, como

canvanizer.com

xtensio.com

  • Definir a oportunidade de negócio que se pretende discutir ou o negócio existente que se deseja transformar.

  • Convidar colaboradores de diferentes áreas e com perspectivas diversas para realizar a discussão.

  • Realizar a reunião para discussão e preenchimento do Business Model Canvas.

  • Consolidar os resultados e divulgar o Canvas preenchido.

  • Atualizar o Canvas na medida em que novas ideias sejam incorporadas ao modelo de negócio.

Resultados e Benefícios

O Business Model Canvas tem o mérito de organizar algo tão complexo quanto um modelo de negócio de forma simples e visual. Com isso, ele permite:

  • Garantir a robustez da discussão do modelo de negócio, assegurando que todos os seus elementos chave serão tratados.

  • Tornar mais simples a identificação do relacionamento entre os elementos do modelo de negócio, gerando opções mais coesas.

  • Agilizar a discussão sobre alternativas de modelos de negócios, permitindo explorar diversas opções para cada um dos elementos em uma única reunião.

  • Permitir que pessoas com diversas perspectivas e experiências construam rapidamente uma visão comum sobre o negócio.

  • Apresentar a ideia e o diferencial de um negócio de forma mais clara para stakeholders internos e externos.

Onde é aplicada

O Business Model Canvas pode ser usado em organizações de qualquer porte e setor.

Relacionamento com outras Práticas

O Business Model Canvas pode ser usado para elaborar ideias geradas em diversas práticas, como: Sessões Internas de Ideação, Workshops para Parcerias Estratégicas, Feedback dos Canais de Vendas, entre outras.

Dicas úteis

01

O Business Model Canvas é composto por nove elementos:

02

03

Fonte: OSTERWALDER & PIGNEUR, 2010

04

Um dos usos mais comuns do Canvas é a realização de um workshop com diversos participantes no qual o Canvas é impresso em uma folha A0 ou A1 e são usados post-its para preencher os elementos.

  • Pode ser interessante utilizar os post-its para prototipar diversas possibilidades de modelo de negócio.

  • O uso de post-its de cores diferentes pode facilitar a visualização da relação entre componentes específicos. Por exemplo, cada cor pode se referir a elementos do modelo de negócio que atendam a cada um dos segmentos de cliente identificados.

  • Segmentos de Cliente: diferentes públicos alvo que uma organização busca alcançar e servir;

  • Proposta de Valor: produtos e serviços que criam valor para um determinado Segmento de Cliente;

  • Canais de Distribuição: como a organização se comunica para entregar a Proposta de Valor aos seus Segmentos de Clientes;

  • Relacionamento com Clientes: tipos de relação que a organização possui com Segmentos de Clientes específicos;

  • Fontes de Receita: a renda que a organização gera a partir de cada Segmento de Clientes;

  • Recursos Chave: os recursos necessários mais importantes para o Modelo de Negócios funcionar;

  • Atividades Chave: ações mais importantes que a organização precisa realizar para que o Modelo de Negócios funcione;

  • Parcerias Principais: rede de fornecedores e parceiros que viabilizam o Modelo de Negócios;

  • Estrutura de Custo: todos os custos envolvidos na operação do Modelo de Negócios.

A figura abaixo ilustra o modelo de um Business Model Canvas.

Uma forma interessante de gerar ideias para o Canvas é a utilização de analogias com modelos de negócios de outros setores.

Ao longo do preenchimento do Canvas, pode ser interessante realizar estimativas simplificadas de alguns dos seus elementos para avaliar a viabilidade das ideias em discussão. Por exemplo, é possível realizar perguntas como:

  • O segmento de mercado desejado é adequado para sustentar o negócio, ou seria necessário buscar outras opções?

  • Qual seria o porte da infraestrutura necessária para alcançar a receita esperada?

  • É possível sustentar a estrutura de custos com o modelo de receita previsto?

Deve-se procurar evitar gastar muito tempo em um único elemento, pois a discussão se torna mais produtiva quando vários elementos do BMC são tratados iterativamente.

Após a definição do modelo de negócio, pode ser interessante fazer um tratamento visual do Canvas para facilitar sua comunicação para stakeholders.

05

06

Em se tratando de negócios existentes, o Canvas pode ser utilizado para comparar o modelo de negócio atual com uma visão de futuro desejada, definindo-se iniciativas para realizar essa transformação.

07